12 jul

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa do Ceará, nesta quarta-feira, 12 de julho, o deputado estadual Capitão Wagner (PR) falou sobre a insegurança no Estado do Ceará. No início da fala, o parlamentar lembrou o assalto a um carro-forte, nessa terça-feira, 11 de julho, na periferia de Fortaleza. Capitão Wagner classificou o ato como uma cena de filme que assustou a população.

Segundo Capitão Wagner, as viaturas entregues à polícia do Estado no último domingo, 10 de julho, já haviam sido entregues ao Governo em novembro de 2016. De acordo com o deputado, as viaturas só foram repassadas a polícia em julho de 2017. Capitão Wagner disse ainda que parte das viaturas não possuem computador de bordo e outras nem funcionam, estão paradas. “Meus amigos, temos que parar de brincar de fazer segurança pública. Entregar um equipamento sem que ele esteja em condição de funcionar é colocar em risco a vida do profissional que vai utilizá-lo. Vamos parar de fazer oba-oba e vamos fazer segurança de verdade”, disse.

Capitão Wagner disse ainda que espera que a promessa feita pelo Colégio de Líderes da Assembleia Legislativa do Ceará, de instalar a CPI do Narcotráfico seja cumprida, no próximo semestre.

“A segurança é um problema de todos. Todos têm que fazer sua parte. Cobro do Judiciário também, que não tem feito sua parte. A lentidão dos processos é a grande causadora das superlotações dos presídios, a benevolência do Judiciário com os bandidos que tem atacado o povo cearense é muito grande, pois o bandido é preso e logo é liberado com um tal de tornozeleira eletrônica que de nada serve,” criticou.

O deputado lembrou que cobrou da gestão anterior, do ex-governador Cid Gomes, os kits multimídia que foram furtados das viaturas da polícia militar de dentro do prédio da Secretária de Segurança do Estado. O parlamentar lembrou que um deputado, à época, disse que o levaria no depósito para mostrar onde estavam os kits. “Está com três anos, até hoje eu estou esperando”, disse.

Capitão Wagner se comprometeu em saber se não houve o mesmo com estas novas viaturas. “Se tiver acontecido eu vou pra cima, doa a quem doer. O governo que assumiu deveria ter feito uma auditoria na Secretária de Segurança, porém, devido aos acordos e vínculos políticos, não foi feito. Mas vamos trazer Para os dias atuais, vamos ter responsabilidade, vamos entregar a viatura com o equipamento adequado. O policial tá arriscando a vida dele diariamente. Como o policial vai defender a sociedade se ele não pode se defender?”

O parlamentar finalizou sua fala salientando que o Governo do Estado precisa sim cobrar ações do Governo Federal, mas que é preciso, primeiro, aprender a administrar o Estado, “pois o que se vê é que o governo está perdido”.

Plano de Segurança

O deputado questionou ainda uma notícia que dizia que o governador Camilo Santana (PT) cobrou um Plano Nacional de Segurança para país. “Como é que o governador cobra um plano de segurança para o país, quando não fez o dever de casa? Pois não fez um plano de segurança para o Ceará. Desde o início do ano, o vice-prefeito de Fortaleza tem aparecido em diversas campanhas publicitárias falando que vai implementar em Fortaleza um sistema de segurança capaz de tirar a capital do caos que ela está. Já está na hora de começar, pois no mês passado o número de homicídios em Fortaleza aumentou 217%”, salientou.

 

Deixe um comentário