05 set

Nesta terça-feira, 5 de setembro, o deputado estadual Capitão Wagner (PR) repercutiu na tribuna da Assembleia Legislativa do Ceará uma matéria de TV, na qual um repórter visitou o conjunto habitacional do Governo Federal, Cidade Jardim, no bairro José Walter, que deveria beneficiar famílias em situação de risco, mas que virou “quartel general” da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE).

De acordo com o deputado, o vídeo que circula nas redes sociais mostra os muros do conjunto grafitados com frases ratificando que quem manda no condomínio é a facção criminosa. “Diante da calamidade, recentemente foi entregue o conjunto habitacional Maria Tomásia. Uma família procurou a polícia desesperada, porque a GDE havia determinado que aquela família não poderia permanecer na residência. Um policial civil, sozinho, pois não tinha assistência do Estado, foi até o conjunto para garantir que a família pudesse retirar os móveis da casa, filmou a ação e mostrou os grafites nos muros do conjunto e pediu, através de um vídeo, a ajuda do governador Camilo Santana para que mandasse viaturas para a região para garantir que as famílias não percam suas casas para as facções. O vídeo foi divulgado primeiro em suas redes sociais”, explicou o parlamentar.

Capitão Wagner recebeu um ofício relatando que o policial civil que ajudou a família foi chamado na controladoria dos órgãos de segurança pública para responder um procedimento administrativo porque filmou a ação socorrendo aquela família. “Isso é um absurdo, isso é a decretação de falência do Estado. Esta é a prova de que um policial não pode mostrar a real situação em que o Ceará se encontra”, salientou.

Para Capitão Wagner, o Governo do Estado tem justificado o caos na segurança como um problema nacional. Durante o pronunciamento, o parlamentar voltou a cobrar a instalação dos bloqueadores de sinal de telefone nos presídios do Estado, a instalação da CPI do Narcotráfico e a criação do Plano Nacional de Segurança. “Vamos parar de enganar o povo”, disse.

Para finalizar Capitão Wagner disse que “ninguém aguenta mais estas ações midiáticas idiotas” que são apresentadas como se fossem ações efetivas. “Este Estado está precisando de políticos com coragem para fazer, de fato, o que precisa ser feita para acabar com o problema da segurança”, concluiu.

 

Deixe um comentário