Em pronunciamento, nesta terça-feira, 3 de maio, na Assembleia Legislativa do Ceará, o deputado estadual Capitão Wagner falou sobre a insegurança vivida pelos cearenses devido as ações do crime organizado. O deputado voltou a questionar a não instalação da CPI do Narcotráfico que, segundo ele, seria de extrema importância no combate ao crime organizado. “É importante que nós parlamentares possamos cobrar e apresentar sugestões ao Governo do Estado para sanar os problemas de violência”, disse.

Para Capitão Wagner, não dá para ter resultado diferente fazendo a mesma coisa e infelizmente o que se tem feito na segurança pública do Estado do Ceará é mais do mesmo. “Se fizermos um comparativo, o governo Cid Gomes foi eleito com uma bandeira do Ronda do Quarteirão. A ideia era ter nos municípios, com mais de 50 mil habitantes, a instalação do Ronda, e hoje, nós temos visto, por parte do governo Camilo Santana uma situação parecida, para não dizermos que é a mesma. Veja, a ideia é instalar nas cidades com mais de 50 mil habitantes, o Batalhão do Raio e isso, por si só, não resolverá o problema da segurança. Basta ver que nas cidades onde foram instaladas o Raio, o número de homicídios não caiu, pois esse é um policiamento ostensivo. O investimento em inteligência deverá nortear as operações da polícia ostensiva, não adianta nós termos o Raio em todo o Ceará, porque onde está o policiamento ostensivo, o crime organizado não age.” explicou.

O parlamentar falou ainda que é lamentável saber que o Governo do Estado celebra acordo com facções criminosas. “Na fala do presidente do conselho penitenciário à imprensa, ele disse que o Governo do Estado celebrou acordos com facções criminosas para cessar ataques aos transportes coletivos, às delegacias, prédios públicos e etc. Isso é uma demonstração de fraqueza do poder público, se rendendo aos criminosos, que queriam fazer com que o Estado ficasse desmoralizado”, explicou.

Capitão Wagner finalizou cobrando uma postura do Governo do Estado, que possa apresentar um plano de segurança adequado para o Ceará.

Deixe um comentário