04 ago

Cumprindo agenda em São Paulo, o deputado estadual Capitão Wagner (PR), preocupado com a insegurança e a falta de água que assola o Ceará, se reuniu na manhã desta sexta-feira, 4 de agosto, no Palácio dos Bandeirantes, edifício-sede do Governo do Estado de São Paulo, com o governador Geraldo Alckmin.

O parlamentar lembra que São Paulo, anos atrás, foi dominada pela violência. O Estado enfrentou também uma das maiores crises hídricas da história. Hoje as duas situações estão sob controle. “Alckmin me mostrou alguns dados que compravam a redução dos seus índices de homicídios, enquanto que no Estado do Ceará aconteceu o contrário, já que a maior metrópole do país, com todas as dificuldades, conseguiu resolver o problema da segurança,” disse Capitão Wagner, salientando que dá para reduzir a violência no Ceará, assim como aconteceu em São Paulo.

Outro tema do encontro foi o repasse de super-bombas, equipamentos adquiridos pelo governo de São Paulo, no momento em que sofreu com uma histórica crise hídrica, iniciada em 2014, garantindo o abastecimento de água, à época. “Estes mesmos equipamentos foram repassados ao Governo Federal, para a transposição do Rio São Francisco, que foi o que garantiu a chegada da água na Paraíba e agora deve garantir a chegada da água ao Ceará”, explicou Capitão Wagner.

Deixe um comentário