30 mar

Capitão Wagner requer providências sobre a baixa utilização do Centro de Eventos do Ceará.

Nos meses de fevereiro e março, por exemplo, só foram realizados dois eventos para um espaço que custou aos cofres públicos R$ 486,51 milhões de reais. Sendo 122,71 milhões mais caro que o previsto pelos contratos originais.

A fiscalização do Poder Executivo é uma das competências dos deputados estaduais. Portanto, o parlamentar solicita ao Secretário Estadual de Turismo, Arialdo Pinho, uma planilha com os custos de manutenção do equipamento, a relação dos eventos realizados no Centro de Eventos e a arrecadação em cada um deles.

Construído com o intuito de sediar grandes eventos, o Centro de Eventos do Ceará (CEC) deveria trazer um importante impacto para a economia cearense.

 

Deixe um comentário